EDITORIAL

A OPINIÃO DO AFEnet

HISTÓRIA
O TIME
LINKS
CADASTRE-SE
O AUTOR
CAMPEONATOS
BAZZANI
OPINIÃO
CANTINHO DO BÉLIER

TRANSIÇÃO POLÍTICA NA PREFEITURA AFETA FUTEBOL DA FERROVIÁRIA


Indefinições na Ferroviária

Por conta do processo de mudanças por que passa a política da cidade de Araraquara, não poderia deixar de fazer parte da pauta de discussões o futebol profissional, onde a Ferroviária e tudo o que a cerca foram temas abordados pelo atual prefeito Edinho Silva e o recém eleito Marcelo Barbieri.

A transição tem que abordar os assuntos saúde, educação, transporte, segurança, infra-estrutura, economia, desenvolvimento sustentável, etc., mas é óbvio que também o futebol.  Em torno dele, cidades que possuem um clube forte nas divisões primeiras de qualquer Campeonato, seja ele regional ou nacional, geram recursos para o município.

Os anos de glória da Associação Ferroviária de Esportes sempre trouxeram muita gente das cidades da região para ver não só os grandes da capital e o glorioso Santos de Pelé, mas também para ver a escola clássica de futebol grená, que sempre foi famosa no Brasil inteiro, associando seu nome à Morada do Sol. Milton Neves até hoje fala que o time Ferroviária era chamado de ´pviára

Qualquer cidadão, araraquarense ou não, que ousar passear com um boné ou camisa da Ferroviária, em qualquer cidade pelo país afora, vai ouvir, mais cedo ou mais tarde, um comentário do tipo:

“É... Esse time era bom...”. 

Ou ainda: 

“Onde eu encontro uma camisa dessas para comprar?”

Quem realmente gosta e está preocupado com o futuro da camisa grená mais famosa do interior do Brasil deveria ficar antenado com os assuntos que devem ter sido discutidos por Edinho e Barbieri, juntamente com toda a Diretoria da S/A, comandada pelo presidente Valdir Massucato.

A conclusão da iniciada reforma da Arena Fonte Luminosa é o primeiro. A renovação do contrato da Ferroviária S/A com a Associação Ferroviária de Esportes, que detém o direito federativo perante à F.P.F. é outro, como abordou com muita propriedade o Tetê Viviani em seu artigo para o Site Oficial da Ferrinha.

Porém, o principal é a renovação dos contratos de patrocínio dos parceiros da Iniciativa Privada com a Ferroviária Futebol Sociedade Anônima. O poder público da cidade foi fundamental nesses anos de atuação da S/A no cenário futebolístico araraquarense. Ocorreram avanços significativos, com o surgimento de um Estádio Municipal mais moderno, um Centro de Treinamento como se faz necessário para qualquer clube sério de futebol, a reforma da Fonte, recuperação da pioneira piscina olímpica, etc.

O prefeito não teve interlocutores. Foi sempre o protagonista no sentido de atrair parceiros e investimentos para tocar um projeto moderno de gestão de futebol profissional, implantado na Ferroviária.

O que se espera do peemedebista, que herdará a honra de comandar a nossa querida Morada do Sol é, no mínimo, a continuidade das ações do alcaide antecessor, ou até conseguindo avanços, já que a população depositou nele as esperanças de melhora nas condições do município, e a Ferroviária pode ser uma parceira importante na captação de recursos para os próximos quatro anos.


Comentário de PaulinhoVidal - 20 de novembro de 2008


Concorda? Discorda? mande sua opinião para afenet@yahoo.com.br    -      Arquivo de Opiniões