Home

Campanha no ano 1959

Campeonato Paulista - 1ª Divisão

e Amistosos

HISTÓRIA
O TIME
LINKS
CADASTRE-SE
O AUTOR
CAMPEONATOS
BAZZANI
OPINIÃO
CANTINHO DO BÉLIER

paulista - 1ª divisão: 23v - 7e - 8d

amistosos: 12v - 5e - 5d


COMPETIÇÃO

DATA

  RESULTADO/ADVERSÁRIO LOCAL

Amistoso Interestadual

qua

28/jan

V

5x2 OLARIA AC (RJ)

Fonte Luminosa - Araraquara

Amistoso

sab

31/jan

V

5x3 EC XV de NOVEMBRO (Piracicaba)

Fonte Luminosa - Araraquara

Amistoso

sab

14/fev

V

3x2 AA PORTUGUESA (Santos)

Fonte Luminosa - Araraquara

Amistoso

dom

22/fev

D

0x1 TUPÃ FC

Alonso Carvalho Braga - Tupã

Amistoso

qua

25/fev

V

3x0 EC CORINTIANS (Presidente Prudente)

Pq. São Jorge - Pres. Prudente

Amistoso

sab

28/fev

D

0x1 AA FERROVIÁRIA (Assis)

Adhemar de Barros - Assis

Amistoso Interestadual

qua

4/mar

E

2x2 NACIONAL AC (Rolândia) (PR)

Olímpico Erick George - Rolândia

Amistoso Interestadual

qui

5/mar

D

0x2 ARAPONGAS FC (PR)

Arapongas

Amistoso Interestadual

dom

8/mar

V

4x3 LONDRINA FC (PR)

Vitorino Gonçalves Dias - Londrina

Amistoso

dom

15/mar

E

0x0 JABOTICABAL A

Robert Todd Locke - Jaboticabal

Amistoso

qui

19/mar

D

1x2 EC XV de NOVEMBRO (Jaú)

Arthur Simões - Jaú

Amistoso

qua

25/mar

V

4x1 BOTAFOGO FC

Luiz Pereira - Ribeirão Preto

Amistoso

dom

29/mar

E

1x1 EC XV de NOVEMBRO (Jaú)

Fonte Luminosa - Araraquara

Amistoso

dom

12/abr

V

4x2 CATANDUVA EC

Fonte Luminosa - Araraquara

Amistoso Interestadual

qua

15/abr

E

3x3 CR VASCO DA GAMA (RJ)

Fonte Luminosa - Araraquara

Amistoso

sab

18/abr

E

2x2 EC NOROESTE

Fonte Luminosa - Araraquara

Amistoso

sex

1/mai

V

7x1 TAMOIO FC

Garibaldi Pereira - Usina Tamoio

Amistoso

dom

3/mai

D

1x2 AA FERROVIÁRIA (Botucatu)

Acrísio Paes Cruz - Botucatu

Amistoso

qui

14/mai

?

?

Penápolis

Amistoso

dom

17/mai

V

4x0 ADAMANTINA FC

Antonio Goulart Marmo - Adamantina

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

24/mai

V

3x0 CA JUVENTUS

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

31/mai

V

1x0 EC XV de NOVEMBRO (Piracicaba)

Roberto Gomes Pedrosa - Piracicaba

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

7/jun

V

2x0 JABAQUARA AC

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

sab

13/jun

V

3x0 COMERCIAL FC (S. Paulo)

Rua Javari - São Paulo

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

21/jun

V

4x2 A PORTUGUESA DESPORTOS

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

28/jun

D

1x2 GUARANI FC

Brinco de Ouro - Campinas

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

5/jul

V

2x0 EC NOROESTE

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

19/jul

D

1x2 SE PALMEIRAS

Palestra Itália - São Paulo

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

26/jul

V

1x0 BOTAFOGO FC

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

2/ago

E

2x2 SÃO PAULO FC

EM de São Paulo (Pacaembu) - São Paulo

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

9/ago

V

2x1 AMÉRICA FC

Mario Alves Mendonça - SJ do Rio Preto

Paulista - 1ª Divisão/1959 

qui

13/ago

V

1x0 AA PONTE PRETA

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

qua

19/ago

E

0x0 SANTOS FC

Vila Belmiro - Santos

Paulista - 1ª Divisão/1959 

qua

26/ago

V

4x2 EC TAUBATÉ

Fonte Luminosa - Araraquara

Amistoso

qui

27/ago

V

5x0 CA MATONENSE

Hudson Buck Ferreira - Matão

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

30/ago

E

0x0 EC XV DE NOVEMBRO (Jaú)

Arthur Simões - Jaú

Paulista - 1ª Divisão/1959 

seg

7/set

V

4x2 NACIONAL AC

Rua Comendador Souza - São Paulo

Amistoso

dom

13/set

V

6x2 AA VOTUPORANGUENSE

Plínio Marin - Votuporanga

Paulista - 1ª Divisão/1959 

qui

17/set

V

5x1 AA PORTUGUESA (Santos)

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

20/set

V

1x0 COMERCIAL FC (Rib. Preto)

Costa Coelho - Ribeirão Preto

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

27/set

V

3x1 SC CORINTHIANS P

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

qui

8/out

V

2x0 EC XV de NOVEMBRO (Piracicaba)

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

11/out

V

1x0 BOTAFOGO FC

Luiz Pereira - Ribeirão Preto

Amistoso

sex

16/out

V

4x1 SER USINA S. JOÃO/AA ARARENSE

Engenho Grande - Araras

Paulista - 1ª Divisão/1959 

qui

22/out

V

5x1 COMERCIAL FC (Rib. Preto)

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

25/out

D

0x2 SC CORINTHIANS P

Pq. São Jorge - São Paulo

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

1/nov

D

1x2 JABAQUARA AC

Vila Belmiro - Santos

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

8/nov

V

3x2 COMERCIAL FC (São Paulo)

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

qui

12/nov

E

0x0 AA PONTE PRETA

Moisés Lucarelli - Campinas

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

15/nov

D

0x3 SE PALMEIRAS

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

qui

19/nov

V

7x1 AMÉRICA FC

Siqueira Campos - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

22/nov

V

3x1 AA PORTUGUESA (Santos)

Vila Belmiro - Santos

Paulista - 1ª Divisão/1959 

qui

26/nov

E

3x3 CA JUVENTUS

Rua Javari - São Paulo

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

29/nov

E

1x1 NACIONAL AC

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

qua

2/dez

V

3x0 TAUBATÉ

Campo do Bosque - Taubaté

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

6/dez

D

2x5 SANTOS FC

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

sab

12/dez

D

1x5 A PORTUGUESA DESPORTOS

Ilha da Madeira - São Paulo

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

20/dez

V

3x2 EC XV DE NOVEMBRO (Jaú)

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

qua

23/dez

V

3x0 GUARANI FC

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

dom

27/dez

D

0x1 SÃO PAULO FC

Fonte Luminosa - Araraquara

Paulista - 1ª Divisão/1959 

qua

30/dez

E

0x0 EC NOROESTE

Arena Lusitana - Bauru


24/mai – domingo – Araraquara

3x0

ESTRÉIA EM CASA COM BOA VITÓRIA

A Ferroviária E 3x0 CA Juventus
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 1ª Rodada.
Data: domingo, 24 de maio de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 74.050
Árbitro: Antonio Muzitano.

Gols: Amaral (pênalti), Baiano e Beni.

AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Osni; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Baiano, Cardoso, Ney e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.

CA Juventus: Claudinei; Julinho, Homero e Cássio; Clóvis e Pando; Zeola, Palico, Baltazar, Buzzoni e Rodrigues.


7/jun – domingo – Araraquara

2x0 

MAIS DOIS PONTOS E NA LIDERANÇA

Terceira vitória faz da AFE líder ao lado da Lusa com 6 PG, em virtude da folga do Palmeiras na rodada. Os outros grandes ainda não estrearam. Comercial da Capital é um sério candidato a saco de pancadas, com três derrotas, e é o próximo adversário grená fora de Araraquara.

A Ferroviária E 2x0 Jabaquara AC

Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 3ª Rodada.
Data: domingo, 7 de junho de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 86.075
Árbitro: Anacleto Pietrobom.

Gols: Baiano(2).

AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Osni; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Baiano, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.

Jabaquara AC: Barbosinha; Macedo e Sarno; Darcy, Miguel, e Ivan; Jorge, Luiz, Vasconcellos, Bugre e Carlinhos.


21/jun – domingo - Araraquara

4x2 

VITÓRIA MAIÚSCULA E LIDERANÇA ISOLADA

No choque dos líderes, a Lusa saiu à frente no placar duas vezes, mas a Ferroviária tinha Bazzani. A virada veio e o resultado de 4x2 deu também a liderança isolada do Campeonato Paulista, dois pontos à frente de Palmeiras e da própria Portuguesa. Santos, Corinthians e São Paulo ainda não estrearam.

A Ferroviária E 4x2 A Portuguesa Desp.
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 5ª Rodada.
Data: domingo, 21 de junho de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 209.850
Árbitro: Francisco Moreno.
Gols: Ocimar (APD), Ney (AFE), Servilio (APD), Bazzani (AFE), Bazzani (AFE) e Capelosa (AFE).
AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Osni; Dirceu e Rodrigues; Capelosa, Ney, Baiano, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
A Portuguesa Desp.: Carlos Alberto; Mário Ferreira, Ditão e Jutz; Hermínio e Vilella; Ocimar, Didi, Servilio, De Carlo e Raul Klein.


5/jul – domingo – Araraquara

2x0 

AFE SE RECUPERA NA FONTE CONTRA O NOROESTE

Embora a torcida não tivesse gostado do comportamento do time, o resultado serviu para recolocar a Ferrinha na liderança por pontos perdidos, pois Palmeiras e Portuguesa empataram o clássico. O periquito, com um jogo a mais, tem 13 pontos ganhos, contra 12 da AFE.

A Ferroviária E 2x0 EC Noroeste
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 7ª Rodada.
Data: domingo, 5 de julho de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 84.600
Árbitro: Dino Pasini.
Gols: Bazzani e Dirceu.
AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Ney, Baiano, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
EC Noroeste: Julião; Pedro, Zarir e Nelsinho; Diógenes e Gaspar; Batista, Edir, Marinho, Fernando e Ismar.


Nesta altura do Campeonato Paulista da Primeira Divisão de 1959, o Palmeiras era líder com 17 pontos ganhos em 10 jogos disputados, cinco à frente da AFE. Por pontos perdidos a distância era apertada entre Palmeiras com 3, Ferroviária com 4 e Portuguesa com 5. 

O Corinthians já havia feito 3 partidas sem empolgar: vitórias magras contra a dupla Come-Fogo em casa, e um empate em Santos contra a Briosa. O São Paulo teve início melhor, vencendo Nacional e XV de Piracicaba, ambos em casa, por 3x0 e 5x0. 

Comercial da Capital e XV de Jaú faziam as piores campanhas, enquanto o Santos de Pelé era a única equipe que não havia feito sua estréia na Competição. 

31/mai – domingo – Piracicaba

0x1

NOVA VITÓRIA E FORA DE CASA

AFE Fica com 4 pontos ganhos ao lado de Portuguesa e Palmeiras, que marcou duas goleadas espetaculares (6x0 e 6x1). Santos de Pelé, Corinthians e São Paulo ainda não estrearam no Paulistão.

EC XV de Novembro (Piracicaba) 0x1 A Ferroviária E

Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 2ª Rodada.
Data: domingo, 31 de maio de 1959.
Local: Estádio Roberto Gomes Pedrosa, Piracicaba.
Renda: Cr$ 68.325
Árbitro: Telêmaco Pompeu.

Gol: Dirceu.

XV de Piracicaba: Fernandes; Clélio e Martim; Biguá, Bastos e Dema; Gatão, Nilo, Xixico, Pita e Nelsinho.

AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Osni; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Baiano, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.


13/jun – sábado – São Paulo

0x3

VITÓRIAS EM TODOS OS JOGOS E SEM LEVAR GOL AINDA

Como se esperava, o Comercial da Capital foi uma presa fácil para a Locomotiva. O placar folgado sacramentou a liderança grená ao lado da Portuguesa, que goleou a Ponte Preta. Palmeiras, que empatou com o Botafogo em Ribeirão está atrás com 5 pontos, mas tem um jogo a menos.

Comercial FC (S. Paulo) 0x3 A Ferroviária E

Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 4ª Rodada.
Data: sábado, 13 de junho de 1959.

Local: Estádio da Rua Javari, São Paulo.

Renda: Cr$ 47.320
Árbitro: Wladimir Alexandrov.

Gols: Baiano, Amaral e Ney.

Comercial FC (São Paulo): Nenê; Diógenes e Savério; Marinho, Toninho e Diogo; Nardinho, Tantos, Paulo, Mituca e Oswaldo.

AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Osni; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Baiano, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.  

Obs: No material de pesquisa do Jornalista AJ Moreira, proveniente dos arquivos de O Imparcial, referente ao confronto do dia 13/6/1959, consta o nome de Cardarelli na escalação da AFE, o que daria 12 jogadores. Como não haviam substituições, ficamos com essa dúvida, até que algum colaborador possa nos ajudar.


28/jun – domingo - Campinas

2x1

DERROTA TIROU INVENCIBILIDADE E LIDERANÇA

Deu tudo errado na rodada para a Locomotiva, desde a boa atuação do bugrino Fifi à vitória do Palmeiras, no Vale, contra o Taubaté. O alvi-verde já havia goleado impiedosamente o Nacional, no jogo único da quarta-feira passada, e tomou a liderança do time araraquarense. O gol de honra da AFE foi de Beni.

Guarani FC 2x1 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 6ª Rodada.
Data: domingo, 28 de junho de 1959.
Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, Campinas.
Renda: Cr$ 169.335
Árbitro: Fatore Euclides Rosa.
Gols: Rodrigo (GFC), Goiano (GFC) e Beni (AFE).
Guarani FC: Nicanor; Sálvio e Bidon; Carlão, Heraldo e Benê I; Dorival, Fifi, Rodrigo, Benê e Goiano.
AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Osni; Dirceu e Rodrigues; Capelosa, Ney, Baiano, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.


19/jul – domingo – São Paulo

2x1

ÁRBITRO AJUDA E PALMEIRAS DISPARA NA LIDERANÇA

Houve muita reclamação contra a arbitragem pela validação do gol da vitória palmeirense. A imprensa da capital deu razão à AFE, que entrou com pedido de anulação da partida e punições ao árbitro. O processo foi arquivado depois. 

SE Palmeiras 2x1 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 8ª Rodada.
Data: domingo, 19 de julho de 1959.
Renda: Cr$ 760.925
Local: Estádio Palestra Itália, São Paulo.
Árbitro: Norberto Rodrigues de Paula.
Gols: Bazzani (AFE), Julinho (SEP) e Ênio Andrade (SEP).
SE Palmeiras: Aníbal; Djalma Santos, Dicão e Ivan; Zequinha e Waldemar; Julinho, Paulinho, Nardo, Ênio Andrade e Chinesinho. Treinador: Osvaldo Brandão.
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Cardoso (Baiano), Ney, Baiano (Cardoso), Bazzani e Dudu. Treinador: José Guillermo Agnelli.



26/jul – domingo – Araraquara

1x0 

AFE VENCE RIVAL COM PLACAR MAGRO

Um time duro de ser vazado, mas a AFE soube encontrar o caminho da vitória e vencer o Botafogo, para continuar grudada no Palmeiras, o líder por pontos ganhos. Por pontos perdidos, Santos, São Paulo e Corinthians, com poucas partidas disputadas, estão na frente.

A Ferroviária E 1x0 Botafogo FC
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 9ª Rodada.
Data: domingo, 26 de julho de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 164.850
Árbitro: Francisco Moreno.
Gol: Amaral.
AFE: Rosan; Ismael e Antoninho; Dudu, Rodrigues e Cardarelli; Amaral, Baiano, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
Botafogo FC: Machado; Egidio e Benedito Julião; Hugo, Antonio Julião e Gil; Antoninho, Laerte, Silva, Mário e Dodô.


9/ago – domingo – São José do Rio Preto

1x2

RESULTADO IMPORTANTE FORA DE CASA

Uma grande vitória conquistada no Caldeirão do diabo mantém a Ferroviária encostada nos times grandes do futebol paulista. Tricolor tropeçou em Bauru e fica com 1 ponto perdido de diferença da AFE, que tem quatro. O Santos é o único 100% em seis partidas, com a incrível média de quase cinco gols por jogo.

América FC 1x2 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 11ª Rodada.
Data: domingo, 9 de agosto de 1959.
Local: Estádio Mário Alves Mendonça, São José do Rio Preto.
Renda: Cr$ 263.150
Árbitro: Olten Ayres de Abreu.
Gols: Ney (AFE), Cardoso (AFE) e Fogosa (AFC)(pênalti).
América FC: Villera; Ambrósio, Fogosa e Peter; Adésio e Julinho; Cuca, Santos, Silvano, Osmar e Gijo. Treinador: João Avellino.
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Baiano, Cardoso, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.

2/ago – domingo – São Paulo

2x2

EMPATE HERÓICO NO PACAEMBU COM UM A MENOS 

Ney não jogou esta partida, pois era atleta do Tricolor e a Ferroviária jogou com dez homens em campo durante parte da segunda etapa, pois Ismael contundiu-se,  fraturando a clavícula direita. Amaral foi o escolhido para recuar para a zaga. O empate mantém a equipe grená nas primeiras posições: segundo lugar por pontos ganhos e quinto por pontos perdidos.

São Paulo FC 2x2 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 10ª Rodada.
Data: domingo, 2 de agosto de 1959.
Local: Estádio Municipal de São Paulo (Pacaembu), São Paulo.
Renda: Cr$ 411.735
Árbitro: Elias Assad Simão.
Gols: Canhoteiro (SPFC), Beni (AFE), Dino Sani (SPFC) e Cardoso (AFE).
São Paulo FC: Poy; Ademar e De Sordi; Dino Sani, Gérsio e Riberto; Sílvio, Bibe, Gino, Canhoteiro e Roberto. Treinador: Vicente Feola.
AFE: Rosan; Ismael (Amaral) e Antoninho; Dirceu, Rodrigues e Cardarelli; Amaral, Baiano, Cardoso, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.


13/ago – quinta-feira – Araraquara

1x0

FOI APERTADO MAS OS DOIS PONTOS VIERAM

Sem Bazzani, que não jogou esta partida por cumprir o primeiro de dois jogos de suspensão impostos pelo Tribunal, Ferrinha bateu a Macaca em casa. Ney perdeu um pênalti, que poderia dar um pouco mais de tranqüilidade ao time e à torcida.

A Ferroviária E 1x0 AA Ponte Preta
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 12ª Rodada.
Data: quinta-feira, 13 de agosto de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 113.400
Árbitro: Pedro Calil.
Gol: Ney.
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Baiano, Cardoso, Ney, Dudu e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
AA Ponte Preta: Nino; Pirani, Derem e Carlito Roberto; Pitico e Carlinhos; Nivaldo, Wilse, Paulinho, Gamba e Jansen.


19/ago – quarta-feira - Santos

0x0

MESMO SEM BAZZANI AFE PAROU O SANTOS NA VILA

O alvi-negro havia perdido seu primeiro ponto no Vale contra o Taubaté, mas pela primeira vez no Campeonato seu ataque não conseguiu marcar sequer um gol. Dudu foi o destaque do time, que não teve Bazzani em campo outra vez.

Santos é líder por pontos perdidos e o Palmeiras por pontos ganhos. A Ferrinha é a segunda por pontos ganhos e a quinta por pontos perdidos, e confirmou na Vila Belmiro sua condição de sensação do campeonato.

Santos FC 0x0 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 13ª Rodada.
Data: quarta-feira, 19 de agosto de 1959.
Local: Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro), Santos.
Renda: Cr$ 576.560
Árbitro: Antonio Muzitano.
Santos FC: Manga; Ramiro, Pavão e Mourão; Zito e Formiga; Sormani, Coutinho, Pagão, Pelé e Pepe. Treinador: Lula.
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Baiano, Ney, Cardoso, Dudu e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.


27/ago – quinta-feira - Matão

CA Matonense 0x5

Partida amistosa em comemoração aos 61 anos da cidade de Matão, onde a AFE foi representada por uma equipe mista, com atletas que não atuaram na noite anterior na vitória frente ao EC Taubaté.

CA Matonense 0x5 A Ferroviária E

Amistoso
Data: quinta-feira, 27 de agosto de 1959.
Local: Hudson Buck Ferreira, Matão.
Gols: Capelosa (2), Jarbas, Wilson e Amaral.
AFE: Fia (Jorge); Heronides (Gastão) e Percy (Heronides); Tiana, Mario (Dracena) e Osni (Preta); Amaral, Jarbas, Pilo, Wilson e Capelosa.


7/set – segunda-feira – São Paulo

2x4

REABILITAÇÃO GRENÁ LHE DÁ O 3º LUGAR

AFE não respeitou o feriado da Pátria e bateu o "Nacional" em plena Rua  Comendador Souza, assumindo agora isoladamente a terceira colocação por pontos ganhos e perdidos. Após sair perdendo por 1x0, virou para 4x1, e permitiu ainda o segundo ao anfitrião, através de penalidade máxima.

O Santos, em sua Maratona de jogos, completou sua 14ª partida arrasando a Lusa por 5x0. Permanece com apenas 2 pontos perdidos, e já alcançou o Palmeiras nos 26 pontos ganhos. O Alvi-verde já tem 15 jogos, enquanto a Ferroviária fez em São Paulo seu décimo-sexto.

O terceiro lugar já estaria garantido no domingo com a queda do Tricolor, em Ribeirão Preto, diante do Botafogo. Aliás nossos vizinhos se deram bem também no confronto entre os alvi-negros, disputado no feriado, pois o Comercial bateu o Corinthians por 2x0, empurrado o Mosqueteiro para 11 pontos perdidos.

Nacional AC 2x4 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 16ª Rodada.
Data: segunda-feira, 7 de setembro de 1959.
Local: Rua Comendador Souza, São Paulo.
Renda: Cr$ 53.050
Árbitro: Anacleto Pietrobom.
Gols: Zé Carlos (NAC), Cardoso (AFE), Beni (AFE), Ney (AFE), Dirceu (AFE) e Nino (NAC)(pênalti).
Nacional AC: Jura; Nino e Mário; Zinho, Pixo e Roderley; Luiz Carlos, Zé Carlos, Amorim, Elson e Augusto.
AFE: Fia; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Cardoso, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.

26/ago – quarta-feira – Araraquara

4x2

BAZZANI RETORNA AO TIME EM JOGO DURÍSSIMO

A partida esteve empatada em dois a dois, mas com muita determinação, a Ferrinha conseguiu dobrar o forte time azul do Vale paraibano que, como a AFE, já havia arrancado um ponto do poderoso Santos de Pelé, além de derrotar o Corinthians na Capital.

O Timão perdeu o clássico com o Santos e completou 3 derrotas seguidas, despencando para 9 pontos perdidos. Santos lidera com 2, Palmeiras tem 4, São Paulo tem 5, e a Ferrinha é a quarta com seis. Por pontos ganhos, ainda ocupa a segunda colocação com 22, atrás do Palmeiras com 24, e na frente do Santos, com 20 pontos em 11 jogos, e São Paulo, com 19 pontos em 12 jogos. Palmeiras, Corinthians e Ferroviária já jogaram 14 vezes. 

A Ferroviária E 4x2 EC Taubaté
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 14ª Rodada.
Data: quarta-feira, 26 de agosto de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Gols: Bazzani (AFE), Ivan (ECT), Rubens (ECT)(contra),Ivan (ECT), Rubens (ECT)(contra) e
Bazzani (AFE).

Renda: Cr$ 170.900
Árbitro: Telêmaco Pompeu.
AFE: Rosan; Elcias, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Dudu, Baiano, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
EC Taubaté: Rossi; Mexicano, Rubens e Zé Carlos; Gardel e Celso; Evaldo, Renatinho, Tek, Ivan e Walter Prado.

OBS: Nos arquivos de O Imparcial, reeditados pelo querido AJ Moreira, consta dois gols para Bazzani, dois de Ivan e dois gols contra de Rubens, beque do Taubaté.


30/ago – domingo – Jaú

0x0

AFE ESBARRA NO LANTERNA EM JAÚ

Parecia fácil. O XV vinha de sete derrotas seguidas, três em casa. Treze jogos sem vencer, conseguindo apenas uma vitória, na estréia em Jaú contra o Noroeste. Mesmo em seus redutos, conseguiu apenas um empate e uma vitória, sendo derrotado nas outras cinco ocasiões. Com todo esse retrospecto, o lanterna parou a AFE, com seu melhor quadro, aumentando a diferença dela para o Santos, em pontos perdidos, para cinco.

EC XV de Novembro (Jaú) 0x0 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 15ª Rodada.
Data: domingo, 30 de agosto de 1959.
Local: Estádio Arthur Simões, Jaú.
Renda: n/d.

Árbitro: n/d.

EC XV de Jaú: Inocêncio; Fernando, Japonês e Zezinho; Gilberto e Moreto; Walter, Marinho, Valtinho, Adãozinho e Mozart.
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Baiano, Dudu, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.


13/set – domingo – Votuporanga

2x6

COM FOLGA NA TABELA TIME VAI A VOTUPORANGA

Amistoso da sensação do interior no Paulistão levou muita gente no Estádio de Votuporanga, e brindou o público com uma boa exibição com muitos gols. Na rodada do Paulistão, novo tropeço do Tricolor isolou a AFE no terceiro lugar.

AA Votuporanguense 2x6 A Ferroviária E
Amistoso
Data: domingo, 13 de setembro de 1959.
Local: Estádio Municipal Plínio Marin, Votuporanga.
Renda: Cr$ 90.000

Detalhes: n/d


17/set – quinta-feira – Araraquara

5x1

AFE RETORNA À FONTE COM GOLEADA

Depois de quase trinta dias longe de casa, o retorno do time ao Majestoso da Fonte Luminosa não poderia ser melhor. Goleada em cima da Lusa das Praias, e a permanência isolada na terceira colocação, atrás de Santos e Palmeiras, e com folga à frente de São Paulo, Corinthians e Portuguesa.

A Ferroviária E 5x1 AA Portuguesa (Santos)
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 17ª Rodada.
Data: quinta-feira, 17 de setembro de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 10.000.
Árbitro: Stephan Walter Glanz.
Gols: Bazzani (AFE), Ney (AFE), Emir (AAP), Henrique (AAP)(contra), Dirceu (AFE) e Ney (AFE).
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Cardoso, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
AA Portuguesa Santista: Aparecido; Pixú, Raul e Henrique; Jorge e Clóvis; Bota, Perinho, Emir, Grilo e Waldo. Treinador: Filpo Nuñez.

20/set – domingo – Ribeirão Preto

0x1

GRANDE VITÓRIA NO CLÁSSICO REGIONAL

O Comercial havia perdido o Come-Fogo na quinta-feira, enquanto a AFE vinha de goleada contra a Portuguesa Santista. Isso foi o fator decisivo no grande jogo de rivalidade regional, assistido por um bom público no Costa Coelho. 

O time de Araraquara segue no Campeonato, com o moral elevado atrás de Santos e Palmeiras.

Comercial FC (Rib. Preto) 0x1 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 18ª Rodada.
Data: domingo, 20 de setembro de 1959.
Local: Estádio Antonio da Costa Coelho, Ribeirão Preto
Renda: Cr$ 215.650
Árbitro: Antonio Muzitano.
Gol: Amaral.
Comercial FC: Bonelli; Arruda e Vastinho; Hélio, Candão e Toninho; Noca, Almeida, Gato, Ademar e Carlos Cesar.
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Cardoso, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.


27/set – domingo – Araraquara

3x1

DIA INESQUECÍVEL DE FESTA NA FONTE LUMINOSA

Ferroviária jogou como time grande e bateu o Corinthians com autoridade, jogando um belíssimo futebol para deleite do público presente, que proporcionou renda recorde na Fonte. Abriu seis pontos de diferença sobre o Alvinegro do Parque São Jorge e manteve os três pontos sobre o Tricolor, que quebrou a invencibilidade do Santos, colocando o Palmeiras como líder do primeiro turno, e único time que ainda não perdeu.

A Ferrinha completa os 19 jogos, e aguarda ainda as partidas que restam aos quatro grandes para o término do primeiro turno. A torcida de Araraquara estava muito orgulhosa com a campanha do time até aqui.

A Ferroviária E 3x1 SC Corinthians Pta
Primeira Divisão 1959, 1º Turno, 19ª Rodada.
Data: domingo, 27 de setembro de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 583.650 (recorde)
Árbitro: Francisco Moreno.
Gols: Bazzani (AFE), Cardoso (AFE), Miranda (SCCP) e Beni (AFE).
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Cardoso, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
SC Corinthians Pta: Gilmar; Walmir, Benedito e Oreco; Goiano e Roberto Belangero; Miranda, Joãozinho, Joaquinzinho, Rafael e Tite. Treinador: Sílvio Pirilo.

A campanha da Ferroviária no primeiro turno foi excepcional. 

Apenas duas derrotas, para Guarani e Palmeiras, esta última muito contestada, deixando a nítida impressão de arbitragem favorável ao time da Capital. 

Foram 14 vitórias e 3 empates, e a segunda defesa menos vazada com 15 gols, depois da do São Paulo com 12. 

O Santos virou o turno no primeiro lugar após a sensacional goleada de 7x3 sobre o Palmeiras. 

Vejam os seis primeiros:

 

    PP PG
1 Santos 4 34
2 Palmeiras 6 32
3 Ferroviária 7 31
4 São Paulo 10 28
5 Corinthians 15 23
  Portuguesa 15 23

 

Já os três últimos, na zona de rebaixamento:

 

18 XV de Jaú 27 11
19 Jabaquara 28 10
20 Comercial (SP) 30 8

8/out – quinta-feira – Araraquara

2x0

AFE COMEÇA 2º TURNO COM VITÓRIA

Assim como foi no primeiro turno, o adversário foi o XV de Novembro de Piracicaba, também derrotado. Desta vez foi no Majestoso da Fonte Luminosa, com arbitragem que não agradou aos presentes.

A Ferroviária E 2x0 EC XV de Novembro (Piracicaba)
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 1ª Rodada.
Data: quinta-feira, 8 de outubro de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 105.475
Árbitro: Benedito Francisco.
Gols: Amaral e Cardoso.
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Cardoso, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
EC XV de Piracicaba: Orlando; Clélio, Cardinalli e Biguá; Drace e Dema; Alfredinho, Nilo, Oracy, Pita e Nelsinho.


16/out – sexta-feira – Araras

/

1x4

1º Tempo

2º Tempo

Com folga na tabela durante toda a semana, Ferroviária aproveita a excelente fase no Campeonato da Primeira Divisão e faz um amistoso duplo no campo da Usina São João, em Araras, na noite de sexta-feira. Um adversário em cada tempo, e uma boa exibição do time grená. O treinador portenho José Agnelli colocou em campo praticamente todos os jogadores, como se fossem primeiro e segundo quadros.

SER Usina São João e AA Ararense 1x4 A Ferroviária E

Amistoso Duplo
Data: sexta-feira, 16 de outubro de 1959
Local: Estádio Engenho Grande (Usina São João), Araras.
Árbitro: Oscar Clemente da Silva.
Gols: Paulo (SERUSJ), Ney (AFE), Bazzani (AFE), Cardoso (AFE) e Baiano (AFE).
SER Usina São João: Walter; Rosalem e Bortolani; Brasilio, Batista e Lingüiça; Chico, Paulo, Nadir, Marinho e Cazão (Hilário).
AA Ararense: Belo; Nelson e Barela; Coreofano, Benahmi e Dininho; Berto, Cido, Edward, Serrinha e Pepe.
AFE: Rosan (Fia); Porunga (Cardarelli) e Antoninho (Elcias); Dudu, Rodrigues (Mario) e Osni; Capelosa (Eusébio), Cardoso (Baiano), Ney, Bazzani (Moacir) e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.


25/out – domingo – São Paulo

2x0

CAI INVENCIBILIDADE DE 14 PARTIDAS NO CAMPEONATO

Foram 7 vitórias seguidas, e uma série invicta de 14 jogos desde a contestada derrota do primeiro turno frente ao Palmeiras. Um grande público compareceu ao Parque São Jorge para prestigiar o alvinegro e ver de perto a equipe sensação do interior, que caiu de forma inapelável diante do grande Corinthians.

O Sonho afeano fica mais difícil, pois a distância aumentou para o poderoso Santos, que não tomou conhecimento do Nhô Quim, e goleou em Piracicaba por 5x2. Palmeiras, que folgou na rodada, ficou próximo na tábua de Pontos Perdidos.

SC Corinthians Pta 2x0 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 4ª Rodada.
Data: domingo, 25 de outubro de 1959
Local: Estádio Alfredo Schuring, Pq. São Jorge, São Paulo.
Renda: Cr$ 1.566.625 (Recorde na Fazendinha)
Árbitro: Stephan Walter Glanz.
Gols: Luizinho e Joaquinzinho.
SC Corinthians Pta: Gilmar; Walmir, Olavo e Oreco; Ari e Roberto Belangero; Miranda, Joaquinzinho, Zague, Luizinho e Tite. Treinador: Sílvio Pirilo.
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dudu e Rodrigues; Baiano, Cardoso, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.


8/nov – domingo – Araraquara

3x2

AFE VENCE O LANTERNA MAS TORCIDA SE REVOLTA

Comercial da Capital chegou a 2x1 no placar, mas a AFE virou. O time apresenta nítida queda de rendimento após a derrota frente ao Corinthians. Insatisfeitos com a arbitragem, alguns torcedores jogaram garrafas contra um dos bandeirinhas, o que iria interditar o estádio posteriormente.

A Ferroviária E 3x2 COMERCIAL FC (São Paulo)
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 6ª Rodada.
Data: domingo, 8 de novembro de 1959
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 84.225
Árbitro: Antonio Muzitano.
Gols: Beni (AFE), Tantos (CFC), Oswaldo (CFC), Savério (CFC)(contra) e Cardoso (AFE)
AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Osni; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Baiano, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
Comercial FC (São Paulo): Nivaldo; Diógenes, Savério e Alan; Maurinho e Rubens de Almeida; Tantos, Oswaldo, Alvacir, Mituca e Orlando.

11/out – domingo – Ribeirão Preto

0x1

ROSAN PEGOU TUDO NO CLÁSSICO

AFE vence novamente o Botafogo, dessa vez em Ribeirão Preto, com boa presença de público no Luizão. Atuação soberba do goleiro Rosan, e de todo o time, tendo Bazzani assinalado o tento grená.

Com esse resultado, e a derrota do Palmeiras em Piracicaba, a Locomotiva assume a segunda colocação por pontos perdidos, já que o Santos, que ainda não jogou no returno, tem dois jogos a menos. Por isso a Ferrinha lidera a tábua de classificação por pontos ganhos.

Destaques ainda para a derrota do São Paulo, em casa, para o Noroeste, e a goleada espetacular no jogo das Lusas, em Santos: 9x3 para a Portuguesa da Capital.

Botafogo FC 0x1 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 2ª Rodada.
Data: domingo, 11 de outubro de 1959.
Local: Estádio Luiz Pereira, Ribeirão Preto.
Renda: Cr$ 235.765
Árbitro: Olten Ayres de Abreu.
Gol: Bazzani.
Botafogo FC: Machado; Egidio e Benedito Julião; Moreno, Antonio Julião e Tiri; Laerte, Silva, Antoninho, Mário e Mairiporã.
AFE: Rosan; Porunga e Antoninho; Dudu, Rodrigues e Cardarelli; Amaral, Cardoso, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.


Após o amistoso em Araras, o Campeonato seguiu no domingo, com a AFE de folga, ocorrendo o empate do São Paulo em Piracicaba, e as derrotas de Santos e Palmeiras, para Jabaquara e XV de Jaú. 

Isso significou, para euforia da gente grená, a vice-liderança encostada no Santos, a 3 pontos do Palmeiras, e com um jogo a menos que o Alviverde. Com apenas 15 gols sofridos a defesa afeana era a menos vazada da Competição, seguida da do Tricolor, com 16.

Isso tudo fazia com que a Ferroviária pensasse em algo até mais alto em suas pretensões no Campeonato da Primeira Divisão, afinal sonhar não custa nada.


22/out – quinta-feira - Araraquara

5x1

LOCOMOTIVA ATROPELA RIVAL E É LÍDER POR PONTOS GANHOS

Timaço da Ferroviária segue no topo da tabela, goleando sem piedade um de seus principais rivais, e assumindo a liderança do Campeonato por pontos ganhos. Vai com moral elevado para São Paulo enfrentar o Corinthians, torcendo para um novo tropeço do Santos em Piracicaba. O XV, nas últimas rodadas, bateu o Palmeiras e empatou com o São Paulo em seus domínios, e recebe o Santos e tem toda a torcida de Araraquara.

A Ferroviária E 5x1 Comercial FC (Rib. Preto)
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 3ª Rodada.
Data: quinta-feira, 22 de outubro de 1959
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 125.300
Árbitro: Olten Ayres de Abreu.
Gols: Beni (AFE), Cardoso (AFE), Carlos Cesar (CFC), Cardoso (AFE), Baiano (AFE) e Ney (AFE).
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dudu e Rodrigues; Baiano, Cardoso, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
Comercial FC: Paulo; Arruda, Waldemar e Parracho; Toninho e Vastinho; Noca, Almeida, Gato, Lero e Carlos Cesar.


1/nov – domingo - Santos

2x1

NOVA DERROTA E A PERDA DO 2º LUGAR

O Jabuca, lutando para se distanciar das últimas colocações e vindo de uma recente vitória sobre o líder Santos, aproveitou o mau momento afeano após a derrota para o Timão e, ironicamente, venceu o time grená na Vila Famosa. Isso ajudou não só o Alvinegro praiano, como também o Palmeiras, que venceu o Nacional, e retomou a segunda colocação. Ferroviária fica a cinco pontos do Santos e vê o São Paulo se aproximando na tabela.

Jabaquara AC 2x1 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 5ª Rodada.
Data: domingo, 1 de novembro de 1959
Local: Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro), Santos.
Renda: Cr$ 303.475
Árbitro: Sebastião Mairinques.
Gols: Melão (JAC)(2) e Bazzani (AFE).
Jabaquara AC: Barbosinha; Macedo e Hélvio; Miguel, Darcy e Ivan; Valdir, Helio, Melão, Sauí e Bugre.
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dudu e Rodrigues; Amaral, Baiano, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.


Nesta rodada a classificação ficou sensacional, pois o Santos caiu em Jaú, o Palmeiras venceu o Guarani em Campinas, o São Paulo bateu a Lusa no clássico, e o excelente time do Taubaté derrotou o Corinthians no Vale. 

O Alvinegro, responsável por esfriar o ímpeto da Ferrinha com a vitória no Parque S. Jorge fazia campanha pífia, e praticamente saía da briga após ser goleado pelo São Paulo, 4x0, e sofrer essa nova derrota. 

Embolou-se a classificação dos que estavam à frente na tabela. Palmeiras e São Paulo apresentavam recuperação, enquanto o Santos intercalava goleadas sensacionais com derrotas inesperadas, e não conseguia abrir maior vantagem ocupando o primeiro lugar.


12/nov - quinta-feira – Campinas

0x0

MUITA LUTA EM CAMPO MAS O GOL NÃO SAIU

Futebol grená já não encanta mais. Foram duas derrotas, um empate, e a vitória magra contra o lanterna Comercial paulistano em quatro rodadas. Mas o empate em Campinas não foi de todo ruim, pois mantém o time na terceira colocação, a quatro pontos do Santos, dois do Palmeiras, e dois à frente do São Paulo.

AA Ponte Preta 0x0 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 7ª Rodada.
Data: quinta-feira, 12 de novembro de 1959
Local: Estádio Moisés Lucarelli, Campinas.
Renda: n/d
Árbitro: n/d
AA Ponte Preta: Walter; Domingos, Pirani e Carlinhos; Wilse, e Pitico; Nivaldo, Célio, Paulinho, Lori e Adamastor.
AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Osni; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Cardoso, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.

15/nov – domingo - Araraquara

0x3

E O SONHO SE DESMANCHA...

Veio gente de todo lugar para ver o jogão no Majestoso da Fonte. O Palmeiras vinha num momento melhor, com uma série de 4 vitórias seguidas, e disposto a alcançar o imprevisível Santos de Pelé. A AFE totalmente instável, e em declínio assistiu ao passeio do Alviverde com direito a gol de bicicleta (o último), renda recorde e muita, muita festa para quem gosta de futebol.

A Ferroviária E 0x3 SE Palmeiras
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 8ª Rodada.
Data: domingo, 15 de novembro de 1959
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$983.550 (recorde)
Árbitro: Anacleto Pietrobom.
Gols: Romeiro, Geo e Américo (de bicicleta)
AFE: Rosan; Cardarelli, Antoninho e Osni; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Cardoso, Ney, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
SE Palmeiras: Waldir; Djalma Santos, Waldemar e Geraldo; Zequinha e Adhemar; Julinho, Romeiro, Américo, Chinesinho e Geo. Treinador: Osvaldo Brandão.


Nessa parte da Competição, a Ferroviária viveu seu pior momento. A derrota para o Palmeiras suscitou rumores de que alguns atletas não teriam se empenhado satisfatoriamente, um deles teria sido o atacante Ney, que estava emprestado pelo São Paulo FC. O treinador argentino Jose Agnelli, sentindo-se desprestigiado pela diretoria grená, pediu demissão pelo famoso “caráter irrevogável”, mas não foi atendido.

Somando-se a isso o Estádio da Fonte Luminosa foi interditado pela FPF em virtude dos acontecimentos proporcionados por alguns torcedores durante a partida contra o Comercial FC de São Paulo, vencido pela AFE por 3x2. Aliás, ao longo da história, esses episódios tornaram-se lamentavelmente rotineiros no estádio ferroviário, e muitas e muitas vezes ao longo dos anos, a Ferroviária recebeu punições semelhantes protagonizadas por personagens diversos, utilizando-se dos mesmos procedimentos.


19/nov - quinta-feira – Araraquara

7x1

"PLACAR DE BOLA DE MEIA" NO MUNICIPAL

Cumprindo a suspensão imposta pela Justiça Desportiva, a Ferroviária recebeu à tarde, no Estádio Municipal, seu irmão de fundação, e não quis saber de história. Sapecou uma goleada no América, para recuperar o entusiasmo perdido nas últimas rodadas. Dudu fez o seu, enquanto a trinca "BBB", da ala esquerda do ataque grená, deixou dois tentos cada um. 

A Ferroviária E 7x1 América FC
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 9ª Rodada.
Data: quinta-feira, 19 de novembro de 1959
Local: Estádio Municipal Siqueira Campos, Araraquara.
Renda: Cr$ 63.325
Árbitro: n/d.
Gols: Baiano (AFE), Dudu (AFE), Bazzani (AFE)(2), Beni (AFE)(2), Baiano (AFE) e Colada (AFC).
AFE: Rosan; Ismael, Cardarelli e Osni; Dudu e Rodrigues; Amaral, Cardoso, Baiano, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
América FC: Vilera; Carlos, Fogosa e Ambrósio; Peter e Bertolino; Cuca, Colada, Santos, Adésio e Guimarães. Treinador: Pedrinho Rodrigues.


Outras goleadas ocorreram na rodada, mas a maior delas foi protagonizada pelo Santos: 12x1 na Ponte Preta. O time do Rei chegava à absurda marca de 120 gols marcados em 29 jogos, média de 4,1 por jogo. Seu saldo positivo era de 85, cinco gols a mais do que todo o time do Palmeiras marcara até então. Incrível!

22/nov – domingo - Santos

1x3

BAZZANI FAZ MAIS DOIS E AFE VENCE NA VILA

Mantendo-se nos trilhos na competição, a Locomotiva grená venceu bem a Lusa das Praias e continua firme na terceira colocação por pontos perdidos. O São Paulo, com dois jogos a mais, está na frente por pontos ganhos: 46 a 44.

A Ferroviária consegue assim uma vitória na Vila Belmiro após três partidas. O sensacional empate por 0x0 com o Santos e a derrota para o Jabaquara. De novo, Bazzani marcou por duas vezes.

AA Portuguesa (Santos) 1x3 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 10ª Rodada.
Data: domingo, 22 de novembro de 1959
Local: Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro), Santos.
Renda: Cr$ 91.125
Árbitro: Francisco Moreno.
Gols: Bazzani (AFE), Guilherme (AAP), Bazzani (AFE) e Amaral (AFE).
AA Portuguesa: Darci; Jorge e Gerolino; Perinho, Clóvis e Henrique; Laércio, Guilherme, Bota, Nicola e Valdo.
AFE: Rosan; Porunga e Antoninho; Dudu, Rodrigues e Cardarelli; Amaral, Cardoso, Baiano, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.



26/nov - quinta-feira – São Paulo

3x3

EMPATE DRAMÁTICO ENTRE OS AVINHADOS

Não havendo substituições, o treinador Agnelli recuou Amaral, que estava na ponta-direita, para o lugar de Porunga, que foi para o lugar de Cardarelli, que foi fazer a função de Rodrigues, expulso pelo árbitro. O Moleque chegou só até os 3x3.

Com esse empate a AFE perde a chance de ficar em terceiro lugar também por pontos ganhos, já que o São Paulo tem um jogo a mais e já tem 46, contra 45 dos grenás. Por pontos perdidos o Santos tem 8; Palmeiras, 10; Ferroviária, 15 e São Paulo FC, 16.

CA Juventus 3x3 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 11ª Rodada.
Data: quinta-feira, 26 de novembro de 1959.
Local: Estádio Conde Rodolpho Crespi (Rua Javari), São Paulo.
Renda: Cr$ 103.225
Árbitro: Sebastião Mairinques.
Expulsão: Rodrigues (AFE).
Gols: Cardoso (AFE), Amaral (AFE), Zeola (CAJ), Buzzoni (CAJ), Cardoso (AFE) e Lanzoninho (CAJ).
CA Juventus: Claudinei; Homero e Pando; Lima, Donald e Clóvis; Zeola, Cássio, Buzzoni, Palico e Lanzoninho. Treinador: José Carlos Bauer.
AFE: Rosan; Porunga (Amaral) e Antoninho; Dudu, Rodrigues (Cardarelli) e Cardarelli (Porunga); Amaral, Cardoso, Baiano, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.

29/nov – domingo – Araraquara

1x1

AFE ESBARRA NA FAMOSA “CERRADINHA”

O Nacional dirigido pelo técnico italiano Caetano de Domenico, o Milton Buzzeto dos anos 40 e 50. Sua famosa retranca, batizada de "Cerradinha", parou a Ferrinha, que não conseguiu confirmar a seqüência de fazer pelo menos 3 gols nas últimas três partidas. O resultado foi um empate doloroso de 1x1.

A Ferroviária E 1x1 Nacional AC
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 12ª Rodada.
Data: domingo, 29 de novembro de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 62.300
Árbitro: Luiz Palumbo.
Gols: Luiz Carlos (NAC)(contra) e Zuringue (NAC).
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dudu e Rodrigues; Amaral, Cardoso, Baiano, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
Nacional AC: Jura; Nino, Ferrari e Roderley; Gonçalves e Rivetti; Luiz Carlos, Zuringue, Baiano, Elson e Nondas. Treinador: Caetano de Domenico.


Rodada sensacional: O Palmeiras goleia o líder Santos e passa a dividir com ele o primeiro lugar, ambos com 52 pontos ganhos e 10 pontos perdidos. O regulamento dá como critério de desempate jogos extras com melhor de 4 pontos, portanto, nada adianta a avalanche de gols feita pelo time de Pelé (126 contra 90), seu saldo de tentos (85 contra 63), nem seu maior número de vitórias (25 a 24). Por outro lado, o time do Palmeiras tem a melhor defesa com 27 gols sofridos e é o clube que menos perdeu (3 derrotas). 

Ferroviária volta a ocupar o terceiro lugar, graças à estranhíssima derrota do São Paulo FC para o Comercial da Capital, lanterna absoluto, interrompendo uma série invicta de 11 jogos do Tricolor. O Corinthians sofre uma acachapante derrota em Bauru para o Noroeste: 6x3 para o time da Maquininha Vermelha.


2/dez - quarta-feira – Taubaté

0x3

VITÓRIA SENSACIONAL DA FERROVIÁRIA

O Taubaté faz uma campanha excelente no Campeonato e é, depois da AFE, o melhor time do interior. Em seus domínios só havia perdido para o Palmeiras, vencendo Corinthians e Portuguesa, e arrancado empates de Santos e São Paulo.

Dos pequenos, apenas o Comercial de Ribeirão Preto e o Nacional conseguiram sair de Taubaté com um empate, os demais foram batidos inapelavelmente. Pois a AFE aplicou um placar maiúsculo de 3x0, e segue firme no terceiro lugar. Santos recupera a liderança após o tropeço do Palmeiras no clássico contra a Portuguesa.

EC Taubaté 0x3 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 13ª Rodada.
Data: quarta-feira, 2 de dezembro de 1959.
Local: Estádio da Praça Monsenhor Silva Bastos, Campo do Bosque, Taubaté.
Renda: Cr$ 221.225
Árbitro: Telêmaco Pompeu.
Gols: Mexicano (ECT)(contra), Ivan (ECT)(contra) e Cardoso (AFE).
EC Taubaté: Rossi; Orlando, Mexicano e Hélio; Zé Américo e Celso; Evaldo, Renatinho, Valter Prado, Ivan e Valter.
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Baiano, Dudu, Cardoso, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.


12/dez – sábado – São Paulo

5x1

SERVÍLIO DESCARRILOU A LOCOMOTIVA

O time da Ferroviária sentiu a derrota para o Santos, e foi para São Paulo tentar a recuperação, mas teve pela frente o craque Servílio. Endiabrado, o centro-avante luso deixou sua marca cinco vezes na meta defendida por Rosan. O ponta Faustino jogou, e fez o gol de honra dos grenás.

A Portuguesa Desportos 5x1 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 15ª Rodada.
Data: sábado, 12 de dezembro de 1959.
Local: Estádio do Canindé (Ilha da Madeira), São Paulo.
Renda: Cr$ 145.585
Árbitro: Telêmaco Pompeu.
Gols: Servílio (5) (APD) e Faustino (AFE).
A Portuguesa Desp.: Carlos Alberto; Mário Ferreira, Jutz e Murilo; Vilella e Odorico; Zé Carlos, Ipojucan, Servílio, Ocimar e Raul Klein.
AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Faustino, Dudu, Cardoso, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.


23/dez – quarta-feira – Araraquara

3x0

FERRINHA SE VINGA DO BUGRE NA FONTE

O Guarani foi o time que quebrou a invencibilidade da Ferroviária na sexta rodada, fato que, à época, lhe tirou também a liderança, que ficou com o Palmeiras. Portanto, além de buscar o terceiro lugar inédito no Campeonato, atrás de Palmeiras e Santos, que disputam acirradamente o título, a vitória serviu para vingar o feito bugrino de então. Os 3x0 ficaram de ótimo tamanho. A AFE decide, em casa contra o Tricolor, o terceiro lugar. O empate é o bastante.

A Ferroviária E 3x0 Guarani FC
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 17ª Rodada.
Data: quarta-feira, 23 de dezembro de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 92.000
Árbitro: Luiz Palumbo.
Gols: Dudu, Amaral e Amaral (pênalti).
AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Osni; Dirceu e Cardarelli; Amaral, Dudu, Cardoso, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
Guarani FC: Dimas; Bené, Ditinho e Walter; Carlão e Bombinha; Fifi, Benê, Rodrigo, Leal e Ferrari.


30/dez - quarta-feira – Bauru
0x0 

AFE GARANTE O TERCEIRO LUGAR

 

Empate sem gols garantiu a terceira colocação ao time grená ao lado do Tricolor Paulista. A Ferroviária adquiriu Cr$ 250mil em ingressos para engrossar a renda, fato que lhe possibilitaria pleitear uma vaga para disputar o Torneio Rio-São Paulo em 1960. Apenas o terceiro lugar na Competição, fato inédito para um clube do interior na ocasião, não era suficiente, pois o critério arrecadação era também decisivo.

EC Noroeste 0x0 A Ferroviária E
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, Última Rodada.
Data: quarta-feira, 30 de dezembro de 1959.
Local: Arena Municipal Lusitana, Bauru.
Renda: Cr$ 322.000
Árbitro: Telêmaco Pompeu.
EC Noroeste: Julião; Zarrir, Geraldo e Villa; Fernando e Gaspar; Batista, Maneca, Gomes, Ranulfo e Ismar.
AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Cardoso, Baiano, Dudu (Bazzani) e Bazzani (Dudu). Treinador: José Guillermo Agnelli (última partida no comando).

6/dez – domingo – Araraquara

2x5

A FONTE VIU UM MAGNÍFICO JOGO DE BOLA

Atuação soberba de Pelé não impediu as reclamações da gente grená quanto ao gol de Coutinho (o quarto do Santos, quando estava 3x2 para o Alvinegro), e a uma penalidade não marcada. Olten Ayres de Abreu foi bastante criticado.

Muitos craques em campo proporcionaram um grande espetáculo para os presentes na Fonte Luminosa, que tiveram o privilégio de assistir a um jogo de futebol de duas das maiores equipes da história do Campeonato Paulista. Sem demérito para o time grená, o placar do jogo espelha a magnitude das equipes.

A Ferroviária E 2x5 Santos FC
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 14ª Rodada.
Data: domingo, 6 de dezembro de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 800.000.
Árbitro: Olten Ayres de Abreu.
Gols: Bazzani (AFE), Pelé (SFC), Pelé (SFC), Pepe (SFC)(pênalti), Bazzani (AFE), Coutinho (SFC) e Dorval (SFC).
AFE: Rosan; Porunga, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Dudu, Cardoso, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
Santos FC: Manga; Getúlio, Pavão e Dalmo; Formiga e Zito; Dorval, Jair, Coutinho, Pelé e Pepe. Treinador: Lula.


20/dez – domingo - Araraquara
3x2

O XV ENDURECEU MAS A VITÓRIA SORRIU PARA A AFE

O Galo da Comarca lutava desesperadamente para não ser rebaixado. A Ferroviária foi beneficiada pelo tropeço do São Paulo, em casa, para o ótimo time do Taubaté na rodada anterior. O XV saiu na frente, mas Bazzani, excepcional, virou o jogo para a Ferrinha. Jogo bom e Guanxuma empatou para o Galo, mas Beni colocaria números finais em uma vitória importantíssima para a equipe grená.

Palmeiras perdeu do São Paulo no Choque-Rei, e colocou o Tricolor 1 ponto à frente da AFE por pontos ganhos, embora com dois jogos a mais. Incrível mesmo foi novamente o Santos, que perdeu do Guarani e deixa escapar a grande chance de abrir dois pontos do Palmeiras. Muita emoção no final do Campeonato.

Comercial da Capital já está rebaixado. Nacional, América, XV de Jaú, Guarani, Portuguesa Santista e Ponte Preta tentam se livrar das outras duas vagas.

A Ferroviária E 3x2 EC XV de Novembro (Jaú)
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 16ª Rodada.
Data: domingo, 20 de dezembro de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 120.400
Árbitro: Elias Assad Simão.
Gols: Ledesma (XV), Bazzani (AFE), Bazzani (AFE), Guanxuma (XV) e Beni (AFE).
AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Dudu, Cardoso, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
EC XV de Jaú: Inocêncio; Aracito e Japonês; Zezinho, Fernando e Moreto; Guanxuma, Graciano, Adãozinho, Ledesma e Mozart.


27/dez – domingo – Araraquara

0x1

GOLEIRO POY GARANTIU A VITÓRIA TRICOLOR

Incrível mas, bastando apenas o empate para sacramentar o inédito terceiro lugar, a Ferroviária esbarrou nas defesas de Poy, e sofreu o gol solitário de Juracy, decretando a quarta derrota para os Grandes de São Paulo neste segundo turno, na Fonte Luminosa. Perdeu de todos eles, sendo que, para Corinthians e Portuguesa, na Capital. Se tivesse uma melhor sorte nessas partidas e ela teria sido melhor afortunada na tábua de classificação. 

Mas o feito, por si só já é digno de entrar para a história como a primeira equipe do interior a desbancar os grandes e se intrometer entre os primeiros na classificação geral. Resta apenas um jogo para a Ferrinha, em Bauru, onde um empate a coloca junto ao Tricolor na terceira posição. A vitória lhe dá a posição isolada, enquanto a derrota trará o consolo de ficar à frente de Corinthians e Portuguesa, na quarta colocação. Santos e Palmeiras empataram na primeira colocação e disputarão o "Super-Campeonato" em melhor de 4 pontos. Nacional e XV de Jaú fazem companhia ao Comercial de S. Paulo, rebaixados.

A Ferroviária E 0x1 São Paulo FC
Primeira Divisão 1959, 2º Turno, 18ª Rodada.
Data: domingo, 27 de dezembro de 1959.
Local: Estádio da Fonte Luminosa, Araraquara.
Renda: Cr$ 600.000
Árbitro: Telêmaco Pompeu.
Gol: Juracy.
AFE: Rosan; Ismael, Antoninho e Cardarelli; Dirceu e Rodrigues; Amaral, Dudu, Cardoso, Bazzani e Beni. Treinador: José Guillermo Agnelli.
São Paulo FC: Poy; Ademar, Gérsio e Riberto; Fernando Sátiro e Victor; Cláudio, Neco, Juracy, Celso e Roberto. Treinador: Vicente Feola.


Santos e Palmeiras empataram na primeira colocação e disputaram uma série melhor de 4 pontos:

1ª Partida - 5/jan/1960 - Palmeiras 1x1 Santos

2ª Partida - 7/jan/1960 - Santos 2x2 Palmeiras

Final - 11/jan/1960 - Palmeiras 2x1 Santos

Palmeiras Campeão Paulista da Primeira Divisão - 1959


PG

PP

J

V

E

D

GP

GC

SG

 

Treinador: Jose Guillermo Agnelli - 38 jogos

 

Artilheiros da Ferroviária

Bazzani

19

Cardoso

11

Beni

10

Amaral*

9

Baiano

7

Ney

7

Dirceu

4

Dudu

2

Capelosa

1

Faustino

1

contra

7

* 2 de pênalti

Goleiros

Rosan

42

Fia

2

1

Santos

63

13

38

30

3

5

151

53

98

Palmeiras

63

13

38

29

5

4

107

32

75

3

Ferroviária

53

23

38

23

7

8

78

44

34

São Paulo

53

23

38

22

9

7

79

38

41

5

Corinthians

50

26

38

23

4

11

75

45

30

6

Portuguesa

45

31

38

20

5

13

86

62

24

7

Taubaté

37

39

38

16

5

17

56

70

-14

Botafogo

37

39

38

12

13

13

61

52

9

9

Noroeste

35

41

38

16

3

19

59

67

-8

10

Juventus

33

43

38

11

11

16

71

67

4

11

Jabaquara

32

44

38

12

8

18

50

73

-23

XV de Piracicaba

32

44

38

11

10

17

54

69

-15

13

Guarani

31

45

38

12

7

19

57

81

-24

Comercial (RP)

31

45

38

12

7

19

53

77

-24

Ponte Preta

31

45

38

12

7

19

57

86

-29

16

América

30

46

38

12

6

20

44

78

-34

17

Port. Santista

29

47

38

12

5

21

54

90

-36

18

XV de Jaú

27

49

38

11

5

22

48

83

-35

19

Nacional

26

50

38

9

8

21

57

90

-33

20

Comercial (SP)

22

54

38

6

10

22

52

92

-40


© AFEnet - 2008